sábado, outubro 01, 2022

São breves os dias de outono



Quando cheguei à minha rua

já era outono.

Ainda ontem colhia uma rosa...

Hoje, das minhas mãos,

caem folhas amareladas

que recolhi no regaço

onde os dias repousam mais cedo,

no sol que se  despede 

mal a tarde se insinua.

São breves os dias de outono

e as noites alongam-se

para além do horizonte,

onde apenas distingo

no crepúsculo das horas

o silêncio da manhã que tarda.


Texto e foto
Ailime
Set./2022

24 comentários:

  1. Poesia maravilhosa...Que sejam bem lindos os dias de outono!
    Ótimo e feliz OUTUBRO! beijos, chica

    ResponderEliminar
  2. Olá Ailime,
    Um Outono com cheirinho a verão, bem apetecível e solarengo.
    Lindo poema.
    Gostei muito.
    Feliz fim de semana!
    Beijos e abraços.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Belo poema.
    Abraço, saúde, bom fim de semana e um feliz outubro

    ResponderEliminar
  4. Lindos versos a definir uma estação onde os dourados se espalham e encantam. Gostei muito, Ailime. Bjs.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo10/01/2022

    Belos o poema e a fotografia!
    Mena
    maiordesessenta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. Belo poema, querida Ailime, aqui entramos na primavera!
    Gosto das estações intermediárias, preparam o caminho para que a vinda do inverno não seja tão sentida e o verão não nos derrube de vez...
    Um ótimo fim de semana,
    beijinho, querida.

    ResponderEliminar
  7. Olá, amiga Ailime, uma homenagem ao Outono da poeta Ailime,
    com esse belíssimo poema, que gostei imensamente.
    Aplausos, amiga!
    Beijo e votos de um ótimo domingo com muita paz.

    ResponderEliminar
  8. É um Outono meio outono e meio verão!
    -
    Não importa aonde fomos...

    Beijos e um excelente Domingo.

    ResponderEliminar
  9. boa tarde Ailime
    um poema a enaltecer o Outono, que é uma estação melancólica mas com a beleza própria da estação.
    o poema e a foto estão muito bonitos.
    bom domingo.
    boa semana.
    :)

    ResponderEliminar
  10. A nostalgia do teu poema pegada à nostalgia do outono. Muito belo!
    Gosto do outono. Gosto mesmo das folhas cor de mel e dos dias que nos fazem desejar que amanheça...
    Tudo de bom para ti, minha Amiga Ailime.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  11. E estamos a usufruir um Outono belíssimo, mas sem água
    que inspirou um poema sensível e romântico...
    Aplausos, Poetisa.
    Bom outubro. Beijinho
    ~~~~~~

    ResponderEliminar
  12. Olá Ailime,
    Passando por aqui, relendo este excelente poema que muito gostei, e desejar uma excelente semana, com muita saúde.
    Beijinhos!

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  13. Verdade, Ailime: são breves os dias de outono... mas cheios de uma beleza suave, como este poema! Meu abraço, amiga; boa semana.

    ResponderEliminar
  14. Sérgio Simões10/03/2022

    Aproveitar cada minuto. Agradecer cada minuto. Encontrar algo novo, todos os dias. Gostei muito deste suspiro outonal, também eu tenho já saudades do Verão. Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Lindas as escolhas poéticas 👏😘

    ResponderEliminar
  16. Eles são breves, mas nos encantam e nos inspiram. Belo poema. bjs

    ResponderEliminar
  17. Um poema outonal muito lindo e tocante.
    Meu abraço nesta quarta-feira...

    ResponderEliminar
  18. é um Outono muito belo, aquele que descreves
    reconheço o meu encanto pelo OUtono
    Beijos

    ResponderEliminar
  19. Olá Ailime,
    Passando por aqui, para desejar um feliz fim de semana!
    Beijinhos.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  20. Um beijinho, querida Ailime,
    um feliz fim de semana!

    ResponderEliminar
  21. Um maravilhoso canto de outono.
    Posso ver as pétalas caindo pelos seus caminhos ainda perfumados. Deixe que a noite se alongue e traga as manhãs orvalhadas, que preparam nova estação e novas emoções Ailime.
    Linda inspiração.
    Bjo de paz e feliz fim de semana

    ResponderEliminar
  22. Olá, querida amiga Ailime!
    das minhas mãos,
    caem folhas amareladas...
    Um canto outonal belo nos brinda em poesia.
    Tenha um final de semana abençoado!
    Beijinhos com carinho fraterno

    ResponderEliminar

«Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar».C.L.