terça-feira, outubro 01, 2019

Na sombra da folha




Na sombra da folha que esmaece no chão
o outono esconde-se envergonhado
Não fora a luz que resiste ao sol-pôr
adormeceria no silêncio da noite
como que a retardar o momento
da colisão com as estrelas.


Texto e foto
 Ailime
01.10.2019

19 comentários:

  1. Uau!!!!! Foto perfeita, profissional! E c l aro,palavras lindas! Bjs,chica

    ResponderEliminar
  2. Muito bonito.
    Abraço e um mês de Outubro com saúde e alegria

    ResponderEliminar
  3. Lindo. o outono tem dessas coisas:))

    Beijos. Boa noite.

    ResponderEliminar
  4. um Outono que promete.
    gostei muito do poema
    delicado como as cores do Outono

    beijo

    ResponderEliminar
  5. Boa noite outonal, querida amiga Ailime!
    Belo!
    Ha momentos que queremos retardar ou nunca terminar...
    Tenha um outono abencoado!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderEliminar
  6. Anúncio outonal cheio de encanto na sua simplicidade! Bj

    ResponderEliminar
  7. Uma foto e um canto que trazem grande prazer ao olhar! Na sombra da folha há força do Onipotente, Perfeito Criador de todas as estações!...
    Lindos versos... Beijões

    ResponderEliminar
  8. Belíssimo poema.
    Inspiração de fino quilate. Parabéns.
    Ailime, tenha um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  9. Que lindo. Não há esse poder de retardar o momento. Seu poema delicado afirma isto. bjs Bom domingo.

    ResponderEliminar
  10. Um poema lindo, inspirado numa imagem encantadora, amei!
    Beijos e feliz semana!

    ResponderEliminar
  11. Uma fotografia belíssima a ilustrar este poema sobre o outono com momentos em que a alma se torna côncava a todos os fascínios… Muito belo, Ailime, minha querida Amiga.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  12. Lírico e lúdico, Ailime! Mais um belo poema, amiga, que nos faz sonhar! Meu abraço, boa semana.

    ResponderEliminar
  13. O Outono e a sua magia!

    Beijinho, amiga Ailime!

    ResponderEliminar
  14. Uma "definição" lírica de outono, de que gostei muito.
    A personificação da folha está muito bem feita, tal como a foto.

    Um grande abraço, Ailime!

    ResponderEliminar
  15. Muito bom reler, amiga! Meu abraço, aguardo o próximo post. Boa semana!

    ResponderEliminar
  16. Toda a poesia de um Outono condensada...
    Beijinhos
    ~~~~

    ResponderEliminar
  17. Que poetizar elegante amiga!
    Aplausos Ailime.
    Beijo

    ResponderEliminar

«Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar».C.L.