terça-feira, outubro 19, 2021

Ao amanhecer

 

Monet


Ao amanhecer há uma nova vida
a nascer, 
uma nova forma de materializar o tempo
e os sentimentos.
Renasce-se para  o desconhecido
que desperta em nós a chama
abrasadora de viver 
como se as horas
fossem apenas um instante,
como se um golpe de vento
espontâneo
nos abraçasse e impelisse 
para o bulício que invade as cidades,
onde nos perdemos
como pescadores furtivos
no regresso da faina.

Texto
Ailime
19.10.2021
Imagem Google


21 comentários:

  1. Poema lindíssimo que me fascinou ler
    Cumprimentos poéticos

    ResponderEliminar
  2. Mais uma bela poesia com tua inspiração sempre presente!Adorei! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  3. Poesia e imagem muito belas. O amanhecer impele-nos para o desconhecido de um novo dia, mas acabamos restritos no bulicio da cidade, no regresso da faina… e quase nos esquecemos de viver, dessa chama abrasadora de viver as horas! De forma muito bonita, este poema aborda este conflito entre as possibilidades da vida a cada novo dia que nasce, e aquilo que a vida de facto nos apresenta. A diferença entre a vida imaginada e a vida vivida.

    ResponderEliminar
  4. Maravilhoso, seu poema, querida!!!
    Sempre encantador te ler...há uma delicadeza aliada a uma profundidade, que realmente me encanta.
    Imagem belíssima!
    Beijinhos
    Valéria

    ResponderEliminar
  5. Um poema fabuloso!! Obrigada pela partilha!
    -
    Beijos e uma excelente noite!

    ResponderEliminar
  6. Boa noite de paz, querida amiga Ailime!
    Amo o amanhecer, a noite é muito sombria.
    Seu poema é tão como como a alvorada.
    Tenha dias abençoados!
    Beijinhos com carinho de gratidão

    ResponderEliminar
  7. Poetizou com a alma cheia de sentimentos esperançosos. Ao amanhecer há novas oportunidades e possibilidades dadas pelo Grandioso Criador.
    A imagem é maravilhosa do Grande Monet...
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Monet inspirou este belo poema. Em cada amanhecer renascemos e nos maravilhamos com a vida e com tudo o que nos cerca. Apetece dizer uma prece de agradecimento.
    Cuida-te bem, minha querida Amiga Ailime.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  9. Um belo texto muito bem ilustrado com um excelente quadro de Monet.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  10. Belissimo poema, amiga Ailime!
    Parabéns pela inspiração!

    Continuação de boa semana!
    Beijinhos!

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Também gosto muito! 👏👏👏... Bj

    ResponderEliminar
  12. E a cada novo dia há coisas novas...
    Gostei muito do poema, é brilhante. Parabéns pelo talento e inspiração.
    Bom fim de semana, querida amiga Ailime.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  13. A tela icónica de Monet que marcou o início do impressionismo em Paris...

    Belo poema sobre o nascer do sol que denota a fina sensibilidade da autora.

    Bom fim de semana, estimada amiga, Beijinhos.
    ~~~~~

    ResponderEliminar
  14. Olá, Ailime!
    Passando por aqui, relendo este lindo poema que muito apreciei, e desejar um Feliz fim de semana com muita saúde.
    Beijinhos!

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  15. Olá Ailime!
    Passando por aqui, agradecendo a visita e simpático comentário no meu cantinho, e desejar uma excelente semana!
    Beijinhos!

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  16. poema muito belo
    com imagens poetas muito bonitas
    admirável o seu "universo poético"

    beijo, amiga

    ResponderEliminar
  17. Maravilhosa simbiose, Ailime, entre o teu inspirado poema e a bela tela de Monet! Emocionou-me, confesso! Meu abraço, amiga; boa semana.

    ResponderEliminar
  18. Ailime querida, que bonito, quanta sensibilidade, gosto muito da tua poesia, do modo que você vê as coisas que nos cercam.
    Uma feliz semana, amiga,
    um beijinho

    ResponderEliminar
  19. Eu creio Ailime, que há grande diferença entre acordar e amanhecer.
    Amanhecer e se dar para o acontecer e a manhã sabe tudo deste instante de colorir os dia.
    Lindo canto Ailime.
    Beijo e pazz.

    ResponderEliminar

«Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar».C.L.