sábado, maio 23, 2009

Chamo-te


"Chamo-Te porque tudo está ainda no princípio
E suportar é o tempo mais comprido.


Peço-Te que venhas e me dês a liberdade,
Que um só de Teus olhares me purifique e acabe.


Há muitas coisas que não quero ver.
Peço-Te que sejas o presente.


Peço-Te que inundes tudo.
E que o Teu reino antes do tempo venha


E se derrame sobre a Terra
Em Primavera feroz precipitado."


Sophia de Mello Breyner Andresen

11 comentários:

  1. Oi amiga linda!
    Também me uno a você, e clamo e peço que a primavera chegue e nos dê flores novas, flores vivas. Beijos com muito amor, mari!

    ResponderEliminar
  2. MInha linda madrinha! Este teu canto é um mimo!!! :) Continua!!! com a tua expressão e a tua criatividade!!! Beijocas grds e bom fim semana!

    ResponderEliminar
  3. Sim... que a terra se possa renovar com cores floridas
    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Ailime...

    Que bem estar saudável, harmonioso e lindo aqui se vive..hummm

    beijos

    Pj

    ResponderEliminar
  5. Muito bonito este teu canto!

    Que a primavera possa reflorir nos corações!

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  6. SER AMIGO É…
    Andar junto,
    mesmo que distante.
    É ser legal,
    jamais superficial.
    Dizer o que pensa,
    sem ofensa.
    Calar para ouvir,
    sem intervir.
    Falar sem rodeio,
    sem receio.
    Guardar o segredo,
    secar o pranto,
    dar o ombro.
    Estar para o que der e vier,
    e jamais abandonar.
    É alguém com quem sempre
    se pode contar.
    Ser amigo, afinal,
    É SER ESPECIAL!
    Bom fim de semana
    beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Obrigado pelo seu comentário no meu blog

    e por esta partilha.

    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Querida,
    Será que foi ao "Paraíso"?... porque voltou?..mas obrigada pelo regresso para nos encher de "bens e riquezas" com seus poemas escolhidos com o seu amor...
    Precisamos todos tanto, tanto, que a primavera e o verão aconteçam, rápidamente... este outono/inverno, cada vez é mais frio longo e desconfortável!
    beijos
    Mer

    ResponderEliminar
  9. Mil caminhos
    Esta viagem sem velas nem vento
    Este barco na bolina das ondas
    Esta chuva miúda transborda sentimento

    Amarras prendem o gesto
    Arrocham um coração que bate incerto
    Uma gaivota retoca as penas com espuma
    Levanta voo em rumo concreto

    Partilha comigo “100 Anos de Ilusão”


    Mágico beijo

    ResponderEliminar
  10. Escolha PERFEITA.
    É bom de novo, aqui voltar.
    beijinho

    ResponderEliminar
  11. _________________________________________


    Que bela oração em forma de poema!

    Gostei muito!!!


    Beijos de luz e o meu carinho...

    Zélia (Mundo Azul)

    ____________________________________________

    ResponderEliminar

«Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar».C.L.