sexta-feira, junho 05, 2009

Uma nova geração de tenores

Partilho com todos vós este vídeo onde poderão constatar as vozes sensacionais destes três jovens: “Trio Ginoble-Boschetto-Barone”.
Têm apenas entre catorze e quinze anos!
Maravilhoso, simplesmente...e que me deixaram sem palavras.


7 comentários:

  1. Estimada Amiga:
    Simplesmente FENOMENAL.
    Como é possível com aquela idade desencadear tal beleza...? FABULOSO!
    Uma brilhante escolha, simpática amiga.
    Adorei o Post bem como todo o blog. É lindo.
    Parabéns sinceros.
    Beijinhos de respeito e estima imensos.
    Sempre a admirá-la e ao que faz de forma dedicada, preciosa e ímpar.

    O AMIGO

    pena

    OBRIGADO pela simpática amizade.
    Bem-Haja, amiga enorme.

    MARAVILHOSO!

    ResponderEliminar
  2. __________________________________________

    Que beleza!

    Além da voz privilegiada...O bom gosto de optar pela música erudita!

    Obrigada por compartilhar!!!

    Beijos no coração...

    Zélia (Mundo Azul)

    ______________________________________________

    ResponderEliminar
  3. Arrepiei-me a escutar estes adolescentes, vozes magnificas,maravilhoso, linda a tua escolha e partilha

    Namastê

    ResponderEliminar
  4. Querida,
    A mudança está mesmo aí,... já não passa despercebida...cada vez há mais jovens... talentos em diferentes áreas...algo quererá dizer!...
    Só na política é que ainda se não vê nada...e tanta falta faz, para acabar com o sofrimento deste planeta Terra.
    Forte Abraço,
    Mer

    ResponderEliminar
  5. Querida,

    Acabámos de enviar um donativo para a ajuda do "Burrinho"...
    Ficámos encantados com a informação sobre a "ASTA"
    Bjs.
    Mer

    ResponderEliminar
  6. ____________________________________________

    Passando para deixar um beijo e desejar uma semana MUITO FELIZ!!!

    Zélia

    _________________________________________________

    ResponderEliminar

«Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar».C.L.