sábado, fevereiro 04, 2012

Um sorriso

Ontem como hoje
Vi no brilho do teu olhar
A singeleza de ti
Como se fitasses
As mais altas montanhas
E nelas se revelasse
O que de mais sublime
Habita no âmago do teu ser

Emocionei-me
Com a transparência
Emanada do sorriso
Que emergiu da luz
Que te afagou o rosto
E deixou transparecer
A alegria discreta
De uma manhã vencida.


Ailime
Imagem da Net
(Reposição)
13.07.2011

13 comentários:

  1. são sempre lindos os sorrisos e quando existe transparencia neles é como um olhar que tudo se decifra.
    bjs

    ResponderEliminar
  2. Oi amiga, querida, quantas saudades.
    Jamais esquecerei de vocês, com gratidão sempre, mari.

    Obrigada.

    ResponderEliminar
  3. Muito bonito
    "sorriso
    Que emergiu da luz
    Que te afagou o rosto
    E deixou transparecer
    A alegria discreta
    De uma manhã vencida"

    Eu fiquei rendida. Um beijinho Ailime

    ResponderEliminar
  4. lindo e repousante.
    Obrigada
    Beijinhos da Utilia

    ResponderEliminar
  5. Olá
    Cheguei aqui através do blog da Lucinha (Lucinha's home & garden). Vim atraída pela poesia e vou voltar mais tarde, com mais tempo. Só quis deixar uma palavrinha, já que me fiz seguidora do blog.

    Cláudia

    ResponderEliminar
  6. Cuidado e bem escrito,

    o poema!

    Saudações poéticas!

    ResponderEliminar
  7. A vitória só nos pode dar um sorriso, pelo menos...
    Excelente poema, gostei imenso das tuas palavras. Gosto muito da tua poesia.
    Beijo, querida amiga Ailime.

    ResponderEliminar
  8. Um poema inspirador.
    Tem um selinho para si no meu blog Cristo Sempre.
    Bj

    ResponderEliminar
  9. Querida amiga

    Há neste emocionar,
    uma forma de ressuscitar...


    Que sempre existam
    sonhos a habitar teu coração.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que belo poema Ailime!
      "sorriso
      Que emergiu da luz
      Que te afagou o rosto", lindo!!!
      Um grande abraço e muita paz!

      Eliminar
  10. Ailime,
    Gosto de aqui estar. Delicia .me perder.me na fragrancia deste jardim ounde o sentimento impera vertiginoso e o belo..

    Pj

    ResponderEliminar
  11. Olá, sou um autor; estive por aqui lhe visitando e, digo-lhe de passagem, gostei muito do blog, tanto que já sou seu seguidor. Dê-me a honra e visitei o meu! Quem sabe, minhas obras lhe agradem!
    Um abraço,
    J.R.Viviani
    http://vendedordeilusao.blogspot.com

    ResponderEliminar
  12. Oi,Ailime! Obrigada pela presença em meu cantinho.
    Tudo aqui é lindo demais! Quanta sensibilidade e paz!
    Deus a abençoe!
    Beijinhos

    sinfoniasdaalma.blogspot.com

    ResponderEliminar

«Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar».C.L.