quarta-feira, outubro 26, 2011

Rompo silêncios

Leonid Afrenov
Rompo silêncios
Por entre lagos imensos
De chuvas diluvianas
Neste Outono quase Inverno
Instalado nas horas do tempo.

E abraço a ventania
Que em rodopios dispersa
As folhas caídas
Sobre os bancos dos jardins
Desertos, onde esquecida
Ficou a marca da solidão,
Apenas amenizada
Por um ténue raio de sol.

Ailime
26.10.2011
Imagem da Net

9 comentários:

  1. Senti nos pés o pulsar da ilha
    Um farol avisa o longe do perto
    A lava encoberta na costa dormente
    Sete rumos e apenas um certo

    Neste Mar senti a vontade de prantear
    A nudez da noite no encontro do silêncio total
    Encobriu meu pranto das estrelas
    Uma zombeteira Lua marcou no dia o encontro final

    Mágico beijo

    ResponderEliminar
  2. Olá Ailime. Descobri que consigo entrar por uma das opções que tem para comentar :)

    Ailime, bastava a segunda estrofe deste magífico poema, para estar divino e ser apresentado. De superior qualidade. A sua veia poética não é nada despicienda.

    Um enorme beijinho com a serenidade do tempo...

    ResponderEliminar
  3. _______________________________________


    Esse poema é lindo! Etéreo, pulsante... Gostei!


    Beijos de luz e o meu carinho...


    ________________________________________

    ResponderEliminar
  4. Que lindo poema amiga
    Tão real,
    Obrigada
    Beijinhos Utilia

    ResponderEliminar
  5. Por que te confundes e te agitas diante dos problemas da vida?
    Deixe que eu cuide de todas as tuas coisas e tudo será melhor.
    Quando você se entregar a mim,
    tudo se resolverá com tranqüilidade segundo meus designos.
    Não te desespere, não me dirija uma oração agitada,
    como se quisesse exigir o cumprimento dos teus desejos.
    Feche os olhos da alma e diga-me com calma:

    Jesus, eu confio em ti.

    Evite preocupações e as angústias
    e os pensamentos sobre o que pode acontecer depois.
    Não bagunce os meus planos, querendo impor suas idéias.
    Deixa-me ser Deus e atuar com liberdade.
    Se abandone confiadamente em mim.
    Repouse em mim e deixe em minhas mãos o teu futuro.
    Diga-me freqüentemente:

    Jesus, eu confio em ti.

    O que mais danos te causa são sua razões,
    sua próprias idéias e você querer resolver as coisas a tua maneira.
    Quando me disser:
    Jesus, eu confio em ti,
    não seja como o paciente que pede ao médico que o cure,
    porque lhe sugere o modo de fazer.
    Deixe se levar em meus braços divinos, não tenha medo,

    EU TE AMO.

    Se acreditar que as coisas pioram
    ou se complicam apesar de tua oração, siga confiando.
    Feche os olhos da alma e confia.
    Continue dizendo a toda hora:

    Jesus, eu confio em ti.

    Necessito das mãos livres para fazer a minha obra.
    Mesmo que a dor seja tão forte,
    a ponto de derramar lágrimas dos seus olhos.
    Estarei com você e com a sua família em todos os momentos.
    Diga:

    Jesus, eu confio em ti.

    Confia só em mim, abandona-se em mim,
    jogue todas as suas angústias e durma tranqüilo.
    Diga-me sempre:

    Jesus, eu confio em ti,

    e verás acontecer grandes milagres.
    Eu te prometo por meu amor.
    Pois, sempre confiarei em você, meu filho...
    _________________________________________


    http://www.youtube.com/watch?v=kxE2WXm5QoY



    Desejamos-lhe dias de paz!


    Blog Yehi Or!
    http://hajalluz.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. Alime amiga as palavras tão doces com que liberta seus poemas me fazem apreciar a natureza e toda a grandeza do universo beijo do coração.

    ResponderEliminar
  7. Quanta beleza nesse poema. A natureza sempre nos da muita inspiração. Beijos e ótima semana.

    ResponderEliminar
  8. Que lindas palavras saídas da alma!
    Lembrei-me dos bosques na Alemanha, aonde passeio e fico observando as folhas sobre os bancos,e ao léu, sempre com uma cor inigualável, levadas de um lado ao outro.
    Nao tenho conseguido entrar nos blogs porque estao muito pesados, creio, e daí dificulta a entrada.
    Este espaco está muito bonito. Parabéns!
    Deus te abencoe!
    Esta semana devo atualizar o meu.
    beijo

    ResponderEliminar
  9. Olá, boa noite, como está?

    Algum muito trabalho tem-me afastado dos comentários.
    Agora reponho em dia a Leitura.

    Beijinho para si!

    ResponderEliminar

«Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar».C.L.