domingo, dezembro 12, 2010

Aurora anunciada


Percorro a utopia suspensa na luz
Que paira no horizonte da
Imaginação que em ti arquitectei.

Vagueio pelas sombras das noites
Em que o Inverno se completa
Nas madrugadas gélidas de relentos,
Embutidos nos olhares confusos
De silhuetas desencontradas
Em solidões precoces.

Solto os grilhões que nos escravizam
E em liberdade aprisiono a Primavera,
No alvorecer suave e acolhedor
De uma aurora anunciada.

Ailime
08.12.2010
Imagem: gentileza da Net

10 comentários:

  1. Ó Ailime, mas que brutal prosa, que palavras inexcedíveis. Talves seja eu que não estou atento ao que escreve, porque essa veia poética é simplesmente algo de uma qualidade maior. Parabéns! Que beleza harmónica e poética de palavras. MUITO MUITO bom! Quero mais :9

    ADOREI. LINDO!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Muito bela esta inspiração.
    Foto também lindíssima.
    Uma semana em Paz, amor e muita saúde.
    Fiquemos com Jesus, Maria e José.
    Abraço extensivo a sua família.
    Mer e família

    ResponderEliminar
  3. ...Quem sou
    Nunca me encontrei na letra de uma canção
    Nunca toquei duas notas seguidas em harmonia
    Mas perdi-me às vezes na ilusão

    Reencontrei-me com o amor
    Amargura mora sempre com a razão
    Um mágico nem sempre acerta
    No seu golpe de mão

    Mas fiz mil tentativas nesta viola
    Nenhuma nota bateu-me certa
    Sou um triste e patético tocador
    Desta...Melodia Incompleta...

    Doce beijo

    ResponderEliminar
  4. Querida amiga
    Fiquei suspensa nestas palavras. Utopia? Talvez! Mas a poesia é maravilhosa.
    Um grande beijinho e um abracinho

    ResponderEliminar
  5. Coisa linda, Ailime! Maravilhosa! Amei o gran finale dela. Beijão!

    ResponderEliminar
  6. Belíssimo, amiga!
    A esperança na aurora anunciada deve deixar-nos sempre expectantes.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Parabéns pelo blog e pelos textos... Tenho um blog chamado Folhetim Cultural gostaria que visita-se este é o endereço: informativofolhetimcultural.blogspot.com
    Vamos trocar conhecimentos...
    Ass: Magno Oliveira
    Folhetim Cultural

    ResponderEliminar
  8. Alime querida lindas as suas palavras com sempre Natal feliz com muito amor junto daqueles que mais ama e que o ano novo nos traga paz e saude pelo menos.beijinhos do coração.

    ResponderEliminar
  9. e possas soltar as grilhetas que te aprisionam que não é nada facil encontrar as chaves da sabedoria, mas dia a dia vamos limando arestas e a leveza vai acontecendo
    beijinhos

    ResponderEliminar

«Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar».C.L.