quinta-feira, dezembro 21, 2017

... quase Natal



Há silêncios que me confundem
e  palavras que como espadas
me trespassam os sentidos
como se o meu corpo
já não me pertencesse,
de tão gelado que está.
É inverno... e quase Natal.
Onde está o aconchego e o Menino Jesus?
Tantas luzes, tantos presentes,
tanta euforia, tanta mesa farta
e até a guerra, a terrível guerra injusta e cruel
não desiste de matar.
Cidades destruídas, crianças ao relento,
fome e desespero.
Tantos nus a rastejar pelas cidades
estendendo as mãos que ninguém  vê,
que ninguém ouve, que ninguém sente.
Que faço eu aqui, impotente, 
perante estes factos que perturbam o meu sentir?
É tempo de Natal...
Sim, em Belém de Judá,
nascerá de novo o pobre Deus Menino
numa manjedoura deitado
e envolto em frágeis panos,
aquecido pelo bafo dos animais do estábulo.
D’Ele emanará a luz
que se revelará a mais brilhante,
que aquecerá e libertará
e ouvir-se-ão cânticos de louvor
entoados por toda a Terra.
Eu clamo ao Deus Menino: salva o teu povo
e renasce no coração de cada Homem.
É tempo de celebrar o teu Natal.

Texto
Ailime
20.12.2016
(reposição)


Desejo-vos um santo e feliz Natal.
Próspero Ano Novo!
Abraços. Ailime



9 comentários:

  1. Que e3ssaq teu clamor seja ouvido.Que ele renasça em cada coração e há tantos empedrecidos... Feliz Natal pra ti e teus e que 2018 seja lindo e cheio de realizações! beijos, chica

    ResponderEliminar
  2. Que seja um Natal harmonioso em nossos corações!!!
    Gostei de ler ... bj

    ResponderEliminar
  3. "Eu clamo ao Deus Menino: salva o teu povo
    e renasce no coração de cada Homem.
    É tempo de celebrar o teu Natal."
    Junto a minha prece à tua, minha Amiga Ailime. Mas acho que já nenhum Deus se compromete a vir ao mundo... Belíssimo e reflexivo o teu poema.
    Que o teu Natal seja maravilhoso e que o Ano de 2018 te traga tudo o que desejas junto daqueles que amas. Um beijo.

    ResponderEliminar
  4. beijo, amiga

    desejo Feliz Natal
    e que o Novo Ano venha repleto das maiores felicidades.

    ResponderEliminar
  5. Belo post! Este, Ailime, é o verdadeiro Natal: aquele que conta com o menino Jesus em todos os corações! Desejo que o teu Natal tenha sido maravilhoso, amiga... e o Ano Novo seja ainda melhor! Meu abraço, boa semana!

    ResponderEliminar
  6. Belíssimo poema, parabéns.
    Espero que o teu Natal tenha sido muito bom.
    Amiga Ailime, o meu desejo de um BOM ANO NOVO, extensivo à família e amigos.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  7. Apesar de já ter passado o Natal, estou a encantar-me com a beleza dos seus versos... Que o Espírito Santo desperte o Seu povo para o verdadeiro sentido de Jesus no coração, em cada dia...
    Abração

    ResponderEliminar
  8. https://poemasdaminhalma.blogspot.pt/
    Olá Ailime, faço minhas as suas palavras da bela poesia que me encanta que tem como título "Natal". Tal como vc Entriste-me nos dias de hoje que o Natal não seja apenas alusivo ao renascimento do Menino Deus... e sim a prendinhas e gastos incalcuiáveis. Muitos se esqueceram que Jesus nasceu nas palhinhas em Belém, para o mundo vir salvar, enfim tudo se perde com o tempo.
    Obrigada por ter vindo...gostei muito.
    Beijinho e continuação de ótima semana amiga.
    Luisa Fernandes

    ResponderEliminar

«Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar».C.L.