sábado, agosto 15, 2009

Reflexão, apenas...


Hoje, com Maria vou olhar
o meu passado com complacência.
Contemplá-lo-ei sem hostilidade.
O que sucedeu na minha infância,
nos anos agitados da minha juventude,
os meus primeiros desenganos, que
tanto me doeram e também alguns fracassos.
Decisões injustas e arbitrárias
tomadas sobre a minha pessoa.
Alguns factos que gostaria de não recordar.
Pessoas que me poderão ter influenciado
de forma menos positiva.
Alguns lamentáveis equívocos....

Mas, não vou esquecer que na minha vida
também têm existido prodígios e maravilhas.
Tudo está consumado!
Vou aceitar tudo agradecida.
Vou assumir em paz tudo quanto Deus permitiu
e vou depositar nas Suas Mãos,
e, sob a protecção divina de Sua Mãe ,
a maravilhosa dádiva
que é a minha vida.

(Este texto foi elaborado a partir de uma reflexão inserida
no livro: “O Sentido da Vida”, de Ignacio Larrañaga (Reflexões
)).
16-08-2009


Imagem obtida na Net

1 comentário:

  1. Que possamos olhar a nossa vida com serenidade. O passado faz parte dela e é por ele que temos o presente... ('presente'= dádiva). vivamos o nosso presente com alegria, apesar de tudo, e por tudo.

    Beijinhos

    ResponderEliminar

«Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar».C.L.