quinta-feira, março 14, 2019

Diante do mar o assombro


Diante do mar o assombro 
Aves errantes em sobressalto 
As marés que murmuram baixinho 
O teu nome 
No princípio da tua voz 
O silêncio a embargar os sentidos 

No cimo da arriba 
O farol antecipa a noite 
Quando a claridade do mar 
Se tinge de púrpura 
A Terra adormece tímida. 



Ailime 
14.03.2019 
Imagem
 Google

17 comentários:

  1. Momento lindo quando a noite chega no mar... Lindo poema,Ailime! bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. Boa noite de paz, querida amiga Ailime!
    Hoje, aqui no Brasil, o céu chorou e se tingiu de roxo...
    Poema lindo! Profundo e verdadeiro.
    Tenha dias felizes e abençoados por Deus!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem
    🙏🙏🙏

    ResponderEliminar
  3. Que instante mais lindo do dia para contemplar, agradecer e se inspirar tão belo Ailime. Posso sentir a timidez da Terra neste momento tão lindo do dia, que seu poema descreve com uma lindeza delicada da fina arte da poesia.
    Aplausos de pé amiga.
    Beijo de toda paz.

    ResponderEliminar
  4. Belo momento onde a poesia é a beleza se fundem em pura magia!
    O meu aplauso Ailime...

    ResponderEliminar
  5. Um poema muito bonito!

    Beijo. Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  6. Linda imagem inspirando belíssima poesia.
    Élys.

    ResponderEliminar
  7. "Quando a claridade do mar
    Se tinge de púrpura
    A Terra adormece tímida."
    Tão belo! É por isso que o mar nos assombra, nos inspira, nos emociona. É por isso que todos os poetas o amam…
    Um grande beijo, minha querida Amiga Ailime.

    ResponderEliminar
  8. Mais uma pérola de texto! Quando se lê, somos transportados para outro universo. Obrigado por este momento. Beijos

    ResponderEliminar
  9. poema muito bonito
    e uma bela paixão pelo Mar

    beijo, amiga

    ResponderEliminar
  10. Poema muito belo!
    Contemplar a imensidão do mar faz-me meditar na beleza do Criador...

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  11. O mar é magnífico e tão imenso que escapa ao nosso entendimento.
    As aves e o sol coroam-no de mistério.
    Bom domingo.
    Bjo

    ResponderEliminar
  12. Inspirou-se com bonita maestria... As palavras expressaram admiração, espanto e pequenez diante do Grandioso Criador... Mar, céus e perplexidades...
    Boa semana, querida amiga...
    C um abraço

    ResponderEliminar
  13. Sempre uma agradável assombro, Ailime, diante da beleza da tua poesia! És fantástica, amiga! Boa semana, fica bem.

    ResponderEliminar
  14. O mar também me provoca assombro...
    Magnífico poema, gostei imenso.
    Ailime, continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  15. Boa semana, minha querida amiga; aguardo o próximo post!

    ResponderEliminar
  16. Aprecio com particular admiração a sua poesia.

    Eu escrevi o meu primeiro poema em julho transato,
    Tenho pena de não ter começado mais cedo.

    Dias de plenitude e tranquilidade.
    O meu terno abraço.
    ~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  17. Um entardecer de sonho... sublimemente traduzido em palavras...
    Mais uma vez, inspiração no seu melhor, por aqui, Ailime!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

«Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar».C.L.