sábado, julho 31, 2010

António Feio

Faleceu António Feio, um Homem da minha geração!
Recordo-o de quando ainda era menino e de um anúncio que fazia na TV de uma forma tão engraçada que deixava antever o seu percurso de sucesso!
Admirei-o como actor mas acima de tudo como uma Pessoa que já vai sendo rara nos tempos que correm: educado, generoso e gentil!
A forma como encarou a sua doença foi para mim um enorme exemplo. A sua constante Esperança, o Sorriso sempre presente são sinais que nunca irei esquecer.
Não conseguiu  "esmagar o bicho" como tanto desejava e merecia, mas lutou de uma forma digna, de uma maneira que me marcou!
Para o António o meu respeito e a minha eterna admiração!
Vou tentar levar a vida tendo em mente aquilo que nos transmitiste: «aproveitem todos os momentos e ajudem-se uns  aos outros»!
Bem-hajas, António, pela tua Enorme Lição de Vida.
Que o Senhor te tenha na sua eterna Luz! Descansa em Paz.

Ailime

Imagem cedida gentilmente pela Net

sábado, julho 24, 2010

Procura


De esperança teço os meus dias
Na ânsia de afastar todos os prantos
Que me assolam e perturbam
E caminharei sem me deter até ao infinito
Para encontrar na transparência do universo
As sombras luminosas das manhãs

 Ailime
24.07.2010
Imagem cedida gentilmente pela Net

terça-feira, julho 20, 2010

«Por muito tempo achei que a ausência é falta.»


«Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E
sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência, essa ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim».

Carlos Drummond de Andrade
Imagem cedida gentilmente pela Net
Ailime
20.07.2010