sábado, janeiro 30, 2010

O mundo ainda tão longe

Na geada da minha infância
No teu colo sentada,
O mundo ainda tão longe...
Sentia-me aconchegada
No calor do teu peito,
Ouvindo o crepitar do fogo
Da lareira onde agora
Repousam apenas as cinzas,
Do braseiro que ateavas
E o mundo ainda tão longe.

Ailime
Em 30.01.2010
(Imagem cedida gentilmente pela Net)

terça-feira, janeiro 19, 2010

Os Amigos

Com o meu carinho para todos vós:

«Os amigos amei
despido de ternura
fatigada;
uns iam, outros vinham,
a nenhum perguntava
porque partia,
porque ficava;
era pouco o que tinha,
pouco o que dava,
mas também só queria
partilhar
a sede de alegria —
por mais amarga.»

Eugénio de Andrade, in "Coração do Dia"
Imagem cedida gentilmente pela Net

domingo, janeiro 17, 2010

Partilhar


Recebi da minha amiga Gisele do Blog http://giselepontes.blogspot.com/ este selinho que me deu muita alegria e pelo qual lhe estou muito grata.
Em espírito ofereço-o a todos os meus amigos que têm a amabilidade de me visitar, mesmo em silêncio.


Este miminho vem com algumas regras, que passo a descrever:


1-Copiar o selinho para seu blog.
2-Deixar um comentário no Blog do amigo que te indicou.
3-Linkar o blog amigo que te indicou.
4-Indicar para 05 Blogs que ache que compartilha tudo com todos.
5-Deixar uma mensagem explicando o que é compartilhar.


Indico os blogs (esta é a parte que mais custa), porque gostaria de englobar todos:

http://retirodoeden.blogspot.com/

http://partilhadeemocoes2.blogspot.com/
http://simplesmente01.blogspot.com/
http://marlenemaravilha.blogspot.com/
http://deusemtudoesempre.blogspot.com/

Para mim partilhar é dar-me um pouco a cada outro na medida em que me disponibilizo para os escutar, compreender e amar.

Deixo um beijinho com muita amizade para todos vós com votos de um feliz Domingo.
Ailime

quinta-feira, janeiro 14, 2010

Dedicatória em dia de aniversário (13-01-2010)

De mim para ti,
Com muito carinho.

Parabéns pelo teu Aniversário!

De: Sophia de Mello Breyner Andresen

«Quero
Nos teus quartos forrados de luar
Onde nenhum dos meus gestos faz barulho
Voltar.
E sentar-me um instante
Na beira da janela contra os astros
E olhando para dentro contemplar-te,
Tu dormindo antes de jamais teres acordado,
Tu como um rio adormecido e doce
Seguindo a voz do vento e a voz do mar
Subindo as escadas que sobem pelo ar.»

Imagem cedida gentilmente pela Net
13-01-2010

sábado, janeiro 09, 2010

Manias e desafios


A minha amiga Teresa do blog http://teresa-desabafos.blogspot.com lançou-me um desafio engraçado e como descontrair só faz bem à saúde resolvi aceitá-lo, além de que ficarão a conhecer-me um pouco melhor.
O desafio consiste em que cada bloguista participante deverá revelar 5 manias suas, hábitos muito pessoais.
Além de dar conhecimento aos seus visitantes dessas particularidades, tem de escolher outros 5 bloguistas para entrarem no jogo não se esquecendo de deixar nos respectivos blogues o “aviso” de recrutamento.
Cada participante deve expor o regulamento no seu blog.

Ora aqui estão 5 das minhas manias:

Beber um café de manhã bem quentinho;
Mania da pontualidade (agora já não tanto);
Ouvir rádio com os fones bem colados aos meus ouvidos, quando me desloco de comboio para o meu emprego;
Também não passo sem uma pequena “ceia” de doces ou outra coisa de que goste (frutos secos) por exemplo;
Não adormeço sem antes ouvir de novo um pouco de rádio (Musica).
Como vêem, nada de extraordinário, mas é tudo verdade.

Agora deixo o desafio às minhas amigas: Simplesmente Maria, Maria, Simplesmente, Mer, Teté e Luna.
Um beijinho para todas e votos de um bom Domingo.
(Imagem cedida gentilmente pela Net)

segunda-feira, janeiro 04, 2010

Em Abril voltarei aqui


Em Abril voltarei aqui de novo
Na esperança de te reencontrar,
Por entre sorrisos de flores silvestres
Recolhidas no meu regaço.

Ailime
04.01.2010
20h42m
Imagem cedida gentilmente pela Net

sexta-feira, janeiro 01, 2010

É Inverno no meu canto

É Inverno no meu canto e
A minha alma está branca,
Porque a neve teima em cair.

Já não são orvalhos,
Nem gotas de chuva,
Nem olhos marejados,
Nem gritos sufocados.

São rios a transbordar,
São mares encrespados,
São lágrimas a doer.

.............................................
Mas, que estou a escrever?
Porque estou a devanear?
Hoje é dia de Ano Novo.
É tempo de esperança.

..............................................
Ali, do outro lado da minha janela,
Já vejo um intenso céu azul
Salpicado de estrelas cintilantes.

Ailime
01-01-2009
(16h42)
Imagem cedida gentilmente pela Net